quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Sangue novo

Os livros da moda.

Recuso-me a lê-los, a ser mais uma no rebanho.

Recuso-me porque os livros da moda, basta que estejam no top de quem quer que seja a ameba que o concebe, são, na sua maioria lixo sem qualquer qualidade literária, modas, sucessos de propaganda, livros de auto-ajuda com palavras mais elaboradas e capas mais poéticas.

As ofertas de um qualquer livro aleatório de top, como se tratasse de uma prenda apreciada por defeito, como Ferreros Rocher no Natal, prova um desconhecimento dos gostos da pessoa, como o conteúdo do livro ofertado - um pack de cuecas brancas de
algodão seria menos ofensivo!

A sério, preferia saber mil e uma maneira de fazer escultura com batatas ou receber um livro técnico sobre o parafuso industrial do que ler o último do Nicholas Sparks - são escolhas, mas sempre fui mais virada para as coisas práticas do que para os romances hiperglicémicos...

Provavelmente estão a ver qual a série de livros da moda que provocaram a escrita destas palavras. Vá lá, não é difícil...Não, não estou a falar do Caim do Saramago, que diga-se de passagem, toda a publicidade que lhe é feita é, a meu ver merecida mais do que qualquer romancezeco de cordel.

Estou a falar dos vampiros, meus! E não dedico as palavras acima aos livros mas sim à febre que daí se gerou.

É compreensível que as teens se derretam todas com um miúdo que mesmo sendo de vampiro, por amor passa fominha e que apesar disso não cobiça com os seus olhos meigos o pescoço de outra jovens.

É o maldito romance que nos é incutido ao longo de anos de juventude e infância para mais tarde desintegra quando descobrirmos a montanha de porno com roedores que o nosso mais que tudo guarda numa pasta escondida.

Culpo a Disney, mentirosos de uma figa!

TODOS os homens têm porno, olham para um decote que passe por eles e fantasiam com outras mulheres. Chocadas? Desiludidas talvez...Culpem a bela adormecida, a gata borralheira e o capuchinho vermelho - ou pensavam que aquela cena do lobo mau não era uma alegoria?

Isso! Façam mais novelas em que os maus são castigados e os bonzinhos que até metem nojo são felizes para sempre - porque sim, porque todos têm empregados, andam sempre bem vestidos e só fazem o amor debaixo dos lençóis com banda sonora de saxofones lânguidos e onde não há doenças venéreas, porque apesar do herói da história ter andado enrolado com mais de metade das personagens femininas, que manipuladoramente o levavam para a cama ou outra peça de mobiliário com recurso a coisas para dormir, no fim volta para a sua amada e têm um rebanho de filhos saudáveis e não seropositivos, porque isso seria real!

Mas estou eu a falar de realidade quando a maior sensação que por aí anda gira à volta de vampiros que se abstêm de comer - são todos anorécticos, portanto! tststs...

Que glamour pode ter uma existência que passa por saques a bancos de sangue - porque a quantidade de restos de refeições seria uma montanha de presuntos que daria
um bocado nas vistas - e apesar da aparência emo, qualquer tentativa de se cortarem seria um mega fail...

E musiquinha, também fazem? Não? Mas estes sim.

18 comentários:

AD disse...

E nós, homens, também não somos enganados pela literatura juvenil? A Gina fez-me acreditar que o prazer casual em vãos de escada com jovens saudavelmente badalhocas era tão fácil como usar um fio com medalhinha ao pescoço, e afinal...

Nawita disse...

Concordo tanto, mas tanto contigo.
Essas tipas dos contos de fadas eram todas umas oferecidas. A capuchinho é que deu a volta à cabeça do lobo mau com promessas de sexo se ele matasse a velha para ela poder herdar!

Nawita disse...

De todo o modo o príncipe encantado é uma seca, mais vale um lobo mau!

A disse...

ao inicio entendi livros sobre moda, e estava a concordar contigo... agora já não sei, a cena dos roedores colocou-me algumas dúvidas.

grassa disse...

Olha lá, a minha montanha de porno não é para aqui chamada, ouvistes?

tiagugrilu disse...

Pssst...! Olhem lá, e nessa montanha não está o Anal Hamster II: the return of the Chinchila drilla' ?

- O que eu curto desse filme...

Isa disse...

Lobos maus, príncipes encantados ... nada disso!

No meio é que está a virtude. Digo eu que percebo imenso dessas coisas.

tiagugrilu disse...

Chinchila "Manila" Drilla.

PWFH disse...

"Sangue novo" é uma boa marca para pensos higiénicos ...

A disse...

http://contameoutraestoria.blogspot.com/

tiagugrilu disse...

Epá, este blog cheira a mofo e a bolas de naftalina...

Quando é que dás uma arrumadela nisto?

CBlues disse...

Então não é que a ucraniana que me faz a limpeza ao estaminé tem andado a coçar-se? Prometo que vou dar uma geral nisto quando tiver o tempo para vos dedicar que merecem - porque para coisas mal feitas já me chega o meu buço.

A disse...

http://contameoutraestoria.blogspot.com/

Isa disse...

http://contameoutraestoria.blogspot.com


Ó CBlues! agora já te fazias à vida não? a esta vida. Bolas pá, tanto tempo de férias ...

Gheisha disse...

não sei há quanto tempo não escreves, mas todo esse sarcasmo é absolutamente delicioso e não devia ser desperdiçado...

grassa disse...

O que a Gheisha disse.

CBlues disse...

Aos poucos que ainda passam por este sítio empoeirado:

Não tenciono deixar isto morrer e saber que há gente que dá qualquer tipo de crédito ao que vou pondo aqui aquece-me o coração.

As limitações de acesso à net no local de escravatura foram acima de tudo a principal razão para ter suspenso actividades e não propriamente o facto de me ter tornado uma pessoa melhor e já não odiar o mundo.

Prometo muito em breve combater a inércia que me assola assim que abandono este edifício até ao dia seguinte e preparar uns escritos para depositar aqui de quando em vez.

Os sinceros agradecimentos da gerência e I'll be back.

Nawita disse...

Não somos poucos, menina, somo muitos e com saudades.

Ficamos à espera.