segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Devia trocar de carro, esses já não se usam...

Blasfémia!

Na semana passada o segurança do meu trabalho teve o desplante de me dizer isto.

Bem sei que o meu Ax ao pé dos Mercedes dos directores parece muito pobrezinho - i don't care!

É o carro que sempre tive, gosto muito dele e no dia em que der o último fôlego vou ficar muito triste.

Devo ter espumado da boca e tudo quando lhe respondi, e por momentos pareceu-me ouvir um ganir ferido.

Por que motivo vou comprar um carro novo se o meu funciona, nunca me deu problemas, gasta pouco, é pequeno, não desvaloriza mais, é tão pouco apelativo que não mo roubam (mesmo quando o deixo aberto por esquecimento) nem os car jackers querem saber dele, não tenho problemas em deixa-lo mal estacionado ou que me batam (numa semana chegou a ser duas vezes). O que é que eu quero mais?

Estive para lhe dizer que se vivesse de aparências trazia o Mercedes do pai para o trabalho.

Aí fazia vista mas gastava mais 30€ por mês em gasolina e como as calças do fato não têm algibeiras, não dava para estacionar lá - teria que perder mais 15 min de manhã a tentar arranjar sítio para parar.

Escusado será dizer que a piadola lhe saiu do couro porque para além de ter sido espancado verbalmente em frente ao colega que se mal se continha de riso, acho que ficou com medo me dirigir a palavra.

Vidas...

15 comentários:

Canuca disse...

E eu que quero comprar um carrinho muito mais antigo que o meu lol...quero um mini para aí com a minha idade lol...

Na volta o senhor queria oferecer-te um carrinho novo lol ;).

Kiss

CBlues disse...

E eu, tenho tanta pena que o meu pai tenha vendido o mini vermelho que tinha. Um dia compro um e vamos dar umas voltas à velocidade estonteante de 50 à hora :)

tiagugrilu disse...

É a loucura. A vertigem da velocidade.

gimbras.nofuturo.com disse...

Epá, não curto nada Citroëns e muito menos esse modelo. Mas a verdade é que tens razão: é poupado e enqto durar, dura! Pra quê gastar dinheiro, não anda à mesma?

tiagugrilu disse...

Blasfémia.

- Cresci num citroën ax (também cresci fora dele) e só tenho a dizer bem. A adolescência passei-a num zx, que tinha muito menos estilo, mas era muito confortável para as quecas no banco/sofá de trás.

Anonymouse disse...

Sejamos honestos: na adolescência até a cama de um faquir ou uma toalhinha na praia da Parede seria confortável. O banco de trás de um qualquer veículo era o equivalente ao Hilton.

CBlues disse...

Tenho plena consciência que o meu carrito não é o expoente máximo de conforto ou potência, mas de certo que compreendem o apego que lhe tenho. Ele está associado a boas recordações, já o levei para quase todo o lado. Tenho o desejo secreto de o conservar até ser peça de colecção e depois participar naquelas concentrações de carros antigos e deliciar-me com as relíquias.

CBlues disse...

E sim, Anonymouse, somos muito menos exigentes quando somos adolecentes, faz parte. Já estive em situações que hoje considero muito desconfortáveis mas na altura, isso não era motivo suficiente para que deixasse de fazer o que me apetecia. Hoje em dia, a exigência é outra, como as posses também o são, faz parte. Quem ignora o que pode ter, contenta-se com o pouco que tem :)

tiagugrilu disse...

...Já não falta muito. E olha que o AX é um potencial clássico.

- Mas eu sou suspeito, uma vez que o meu pai é daqueles fanáticos da citroën. Só para teres a noção:

Visa
Ax
Zx
Xsara
C5

- Como sou um filho pródigo, comprei um renault clio.

Canuca disse...

Eu tenho um Opel Corsa Sport e farta-se de andar, mas se conseguisse o minizinho vendia este já lol

tiagugrilu disse...

...Então e depois como é que fazias Sport?

Canuca disse...

Já me estou a ver a fazer Sport quando o mini resolver fazer das suas e tiver que empurrar lollol

tiagugrilu disse...

Ai o mini é desses?

Canuca disse...

Ainda não é e espero que n venha a ser lol

tiagugrilu disse...

Ya... Eu quando tiver um barco vou preferir um que não atraque de popa.