segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Pretty woman?

Para mim o Richard Gere sempre foi um homem de meia idade.

Sempre o conheci dessa forma e assim se mantém hoje em dia.

Não vejo o tão proclamado sex apeal deste senhor.

Para mim ele não é mais que o Steven Segal das comédias românticas.

Se repararem bem, a expressão sua expressão é sempre a mesma.

Quer em filmes antigos, quer em filmes mais recentes (até no novo anúncio de um automóvel que tem passado na televisão ultimamente, onde brinca alegremente com um pequeno tibetano).

Suspeito que se tenha submetido a um qualquer processo de mumificação.

Isso explicaria a falta de expressividade e ao mesmo tempo a forma como perturbadoramente finta a passagem do tempo.

8 comentários:

tiagugrilu disse...

O Richard Gere já nasceu com aquela cara. A parteira sacou-o da crica da mãe e o gajo vinha com aquele sorrisinho irritante e já de cabelo branco. Vestido com uma camisa de linho branca, que na altura teve que ir para lavar.

CBlues disse...

O pormenor da camisinha branca de linho é característico dos sex simbols, não é destacável do corpo deles, apenas pode ser aberta para que posam ser vislumbrados os abdominais e o peito na eventualidade de qualquer cena romântica. Daquelas em que eles fazem o amorrr a média luz, sempre parcialmente tapados.

Anonymouse disse...

"ele não é mais que o Steven Segal das comédias românticas"
Pronto, agora fiquei com a imagem do Richard Gere a aparecer de repente atrás da Julia Roberts e a partir-lhe o pescoço. Ou a aplicar-lhe um rotativo nos dentes, se fosse o Chuck Norris das comédias românticas.

E não se pode falar de actores de expressão única sem se falar em Keanu Reeves.

CBlues disse...

Acho que o pior risco numa cena entre ele e a Julia Roberts é a possibilidade de ela se descuidar e abrir demasiado a boca, sorvendo o pobre Richard e metade do cenário.

gimbras.nofuturo.com disse...

O gajo é o Benjamim Button. Nasceu velho e anda a rejuvenescer. Mas é um processo demorado.

tiagugrilu disse...

O verdadeiro Richard Gere está "acamado" num lar de 3.ª idade. Agora é o boneco da Madame Tussauds que entra nos filmes, daí a expressão ser sempre a mesma.

CBlues disse...

Epah, Gimbras, espero que não, isso significaria que ele ia ganhar mais energia o que faria com que entrasse em mais filmes!

Tiago, com essa já concordo mais. Os bonecos de cera são mesmo bue realistas. Aslguns deles até aparentam mais actividade cerebral que ele.

tiagugrilu disse...

Eu tive uma agradável conversa com o Beckam de cera, e duvido muito que o verdadeiro tivesse tais capacidades intelectuais.

Respeito e acho muito inteligente o silêncio. Pelo menos não o ouvi dizer barbaridade nenhuma...