segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

(Quase) Perfeito

Sabe bem ter-te por perto
Sabe bem tudo tão certo
Sabe bem quando te espero
Sabe bem beber quem quero

Quase que não chegava a tempo de me deliciar
Quase que não chegava a horas de te abraçar
Quase que não recebia a prenda prometida
Quase que não devia existir tal companhia

Não me lembras o céu nem nada que se pareça
Não me lembras a lua nem nada que se escureça
Se um dia me sinto nua, tomara que a terra estremeça
Que a minha boca na tua, eu confesso não sai da cabeça

9 comentários:

tiagugrilu disse...

Isso é tudo muito bonito.

Excepto o facto de me fazer lembrar a Rita Guerra e por consequência inevitável, o Beto.

CBlues disse...

A associação entre a Rita Guerra e o Beto ainda compreendo ( porque ele é a Barbie que ela leva para todo o lado na eventualidade de se aborrecer, tê-lo lá para lhe escovar a crina. Dizem que acalma...), agora com o post...

tiagugrilu disse...

Então não é ela que canta isso?

- Se não é, é alguém com uma voz parecida e que canta em novelas e que me irrita por ter a voz parecida com a da Rita Guerra que por sua vez me irrita só por si e por me fazer lembrar do Beto.

CBlues disse...

É a Marisa Pinto dos Donna Maria :)
O Beto é o Michael Bolton português. Se o conseguisse um dia apanhar numa passadeira, poderia descarregar nele toda a raiva acumulada ao longo dos anos por cada musiquinha de ir ao cu que cantou. Sonhos!

gimbras.nofuturo.com disse...

Envergonhas-me a falar assim de mim em público. Sou tímido!
:P

grassa disse...

(Quase)?

CBlues disse...

Prometo que para a próxima só digo coisas más, só para equilibrar as coisas.

CBlues disse...

O quase está lá só por causa do nome da música e se vires bem está entre parêntesis.

grassa disse...

Ah bom.