segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Calamidades

Sempre que há notícia de algum desastre natural, acidente ou eventos Ad-hoc possivelmente mortais, a situação é descrita ao pormenor e lá pelo meio, as baixas portuguesas.

Morreram milhares de pessoas mas o que importa reforçar é que lá pelo meio havia um português.

É claro que lá havia um português - nós estamos em todo o lado!

A nossa disseminação é mundial, é a nossa maior exportação.

Sempre que me lembro do alarido que fizeram em volta do puto que sobreviveu ao tsunami com uma t-shirt da selecção nacional, dá-me vontade de sei lá o quê.

Se estivesse um a t-shirt do dragon ball, basicamente estava-se tudo a cagar para ele.

Era mais um dos muitos.

Não teriam havido viagens da selecção em solidariedade, não teriam havido donativos.

Se calhar o puto encontrou a t-shirt e não sabia sequer o que simbolizava, tapava-lhe o corpo e era tudo o que importava.

Tudo o que se seguiu foi pura sorte.

4 comentários:

tiagugrilu disse...

Não sei se chamaria sorte a ter os cromos dos jogadores da nossa selecção a ir lá falar com o puto...

CBlues disse...

Isso nem por isso, até porque não falam a mesma língua. A não ser que tivessem lá tradutores de futebolês para mendiguês. Quando digo sorte, falo das ofertas que foram "generosamente" feitas à frente das câmaras a ele e à sua família.

tiagugrilu disse...

Ya, imagino como é que o puto se deve ter sentido a ouvir uma data de gajos a falar na 3.ª pessoa e ainda por cima numa língua que não a dele.

gimbras.nofuturo.com disse...

Não sejas assim. O puto tinha a camisola e isso é que interessa.